segunda-feira, 30 de maio de 2011

Estranhamento




Odeio a palavra estranhamento. É o puro e simples sinal de que a pessoa não gostou e não foi capaz de assumir. Aí ela diz, como se isso amenizasse: 'causou-me um certo estranhamento', em geral torcendo o nariz ou fazendo qualquer tipo de careta. Por que é tão difícil dizer, educadamente, que não gostou? O gosto é tão particular que, sinceramente, toda coisa causará estranhamento. Não é errado ou ofensivo não gostar, mas é claro que o modo como se diz isso pode ser mais ou menos gentil. Já é o bastante que o sujeito não tenha gostado, não precisa dizer que além de ruim ficou estranho. 

Estava em aula, assistindo ao massacre de uma colega, quando um professor avaliador referiu-se ao trabalho dela com esse argumento nada científico, devidamente acompanhado de retorções faciais de toda ordem. Impressionante como a expressão do rosto diz tudo. Marca o conflito da cara de quem não gostou com a cara de quem quer disfarçar isso. Ficou ali se contorcendo para falar de um jeito muito arrastaaaaaado que o trabalho da guria tinha causado um estranhameeeeento. 

Fazemos muitos rodeios com a linguagem, deixamos a explicitude como se fosse vulgar, grosseira. Se somos diretos, acabamos mal-entendidos. Fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário